Espaço de ligação do internauta com o blog

Seguidores

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Geovane: dos picolés para o futebol


1805geovane 
De vendedor de picolés nas ruas da pequena Vitória de Santo Antão.
 Pernambuco (a 53 km da capital, Recife), para jogar futebol na rica São Caetano, cidade com melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do País. Esta é, até aqui, a síntese da vida do atacante Geovane, 26 anos, que espera aproveitar a passagem pelo Azulão para alçar voos mais altos e jogar em grande clube, como o Corinthians, exemplifica o camisa 11.

Filho adotivo de família de 12 irmãos, o atleta conta em detalhes e sem constrangimentos a vida dura da infância nordestina. A primeira adversidade foi aceitar o fato de que não podia ter por perto os pais biológicos. "Meus pais (Nevinha e Alfredo) eram muito pobres. Quando eu tinha seis meses, me deram para uma família conhecida da minha mãe me criar. Essa família tinha condição um pouco melhor", revela o jogador.


Embora tenha ganhado novo lar e irmãos - passou a ser o mais novo da turma -, Geovane não teve vida fácil na infância. Foi às ruas vender picolé para ajudar no orçamento familiar até que surgiu, aos 12 anos, o sonho de se tornar jogador. "Comecei no time de futsal do Vitória de Santo Antão, depois fui para o campo. Vendia sorvete de manhã e treinava à tarde. Mas quando fui para o futebol de campo e comecei a disputar campeonatos, parei de vender sorvete e fui para a escola. Ganhei bolsa de estudos do clube. Exigiram que eu voltasse para a escola."

A vida nômade, porém, não permitiu que Geovane seguisse com os estudos. Aos 16 anos, se transferiu para o Vera Cruz - rival do Vitória de Santo Antão -, onde obteve as primeiras conquistas. Ajudou o time a subir da Série C para a B e depois para a elite do Estadual. Foi no retorno ao Vitória, porém, que veio o salto na carreira. Em 2005, foi campeão da Copa Pernambuco e ajudou a equipe a garantir vaga na Série C do Campeonato Brasileiro.


"Foi um jogo contra o América-RN que mudou minha vida. Fiz boa partida e eles me contrataram. No Estadual também fui bem e terminei como vice-artilheiro, com dez gols, três a menos que o Wallyson (atacante do Cruzeiro, artilheiro da Libertadores 2011 com sete gols ao lado de Roberto Nanni, do Cerro Porteño)."

O momento do São Caetano não é lá muito bom e Geovane espera seguir balançando as redes para aumentar as chances de renovação. O vínculo com o clube termina em maio, após o encerramento do Paulistão. "O São Caetano é bom clube. Quero ficar e acredito que são boas as chances de renovação. Faltam poucas rodadas e espero que a gente se classifique para a segunda fase. Meu desejo é ajudar o clube a voltar à Série A do Brasileiro e, quem sabe, em um ano, ir para um clube grande como o Corinthians ou o Flamengo."

Geovane não tem planos - porém não descarta - de jogar fora do Brasil no momento. A única experiência internacional aconteceu em 2008, quando passou dez meses no Daegu FC, da Coréia do Sul. No retorno ao Brasil, defendeu Mogi Mirim e Guarani.


Atleta retoma estudos para se tornar dirigente no futuro

Além do sonho de vestir a camisa de grandes equipes, como o Corinthians e o Flamengo, o atacante Geovane ainda quer atuar nos grandes clubes de seu Estado, Sport e Náutico, antes de encerrar a carreira exatamente onde começou, no Vitória de Santo Antão, daqui a uns dez anos, calcula, para iniciar outra carreira: a de dirigente.

O jogador não pensa em pendurar as chuteiras e se acomodar, como acontece com boa parte dos jogadores de futebol. A meta, revela, é tornar-se diretor do Vitória de Santo Antão. "É uma responsabilidade grande, mas quero um dia ser dirigente do clube. Devo parte do que conquistei na vida ao Vitória. Seria uma forma de retribuir, por isso até voltei a estudar. Terminei o primeiro grau há uns quatro, cinco anos e, em 2010, fiz o supletivo para poder concluir o segundo grau."

Ao mesmo tempo em que luta para ajudar o São Caetano no Paulistão, Geovane tenta superar a perda do irmão Gilson, motorista de ônibus em 


Recife, morto em outubro do ano passado. "Ele morou uns dez anos em Mauá (no Grande ABC) e foi para Recife porque queria levar uma vida mais tranquila. Não se sabe ao certo o que aconteceu. Testemunhas dizem que foi uma discussão com passageiro, outros que foi briga de trânsito e a pessoa atirou nele. Mas um dia a Justiça será feita."

Geovane acredita que o São Caetano tem tudo para fazer na Série B do Brasileiro campanha melhor que a do ano passado. "Muitos jogadores saíram no começo do ano e agora já temos uma boa base. Certamente chegarão mais jogadores. Quero mais do que ninguém conquistar o acesso. No ano passado, infelizmente não deu e ainda passamos aquele sufoco de brigar contra o rebaixamento - o time escapou com a vitória sobre o Criciúma, na última rodada", relembrou.

"Caí em 2010 com o Guarani e em 2009 com o América-RN. Não quero ser lembrado como jogador que só caiu, quero subir também", brincou o jogador.



link


Começa qualificação da WHB em Glória do Goitá

Folha de Pernambuco
Campos quando do lançamento da pedra fundamental da WHB
Nos próximos três meses, 120 pessoas estarão sendo capacitadas para atender à demanda por emprego especializado da empresa curitibana WHB Componentes Auto­motivos, que prevê iniciar as atividades em julho, no município de Glória do Goitá, Zo­na da Mata. Os cursos são ministrados pelo Senai, em parceria com a empresa.
Especializada na fabricação da peça tipo vira­brequins para a montadora Volkswagen, a WHB também vai conceder aos alunos uma bol­sa mensal no valor de R$ 300 mais alimen­ta­ção.
Ela ainda é responsável pelo Campus do Ser­viço de Tecnologia Alternativa (Ser­ta), on­de serão realizados os cursos, com carga horá­ria de oito horas por dia. “Nós sentamos com a empresa para saber as exigências e necessi­dades deste tipo de indústria a fim de elaborar uma grade curricular sob medida”, explicou o di­retor Regional do Senai, Sérgio Gaudêncio.
Estava prevista a capacitação de 240 jovens, nú­mero revisto depois pela WHB. “A empre­sa fez um levantamento interno e reformu­lou o número”, afirmou. A fábrica vai gerar 2,5 mil empregos quando estiver concluída.

O POPULAR / O ENTRUDO / O SERROTE/ O FOCO / A LUCTA /O DIABO.HISTÓRIA DA IMPRENSA DE PERNAMBUCO (1821-1954) V. 14: MUNICÍPIO VITÓRIA DE SANTO ANTÃO.PERNAMBUCO

O POPULAR - Órgão Político, Literário e Noticioso - Semanário de
propriedade “de uma Associação”, começou a circular no dia 4 de janeiro
de 1908, em formato 37 x 25, com quatro páginas de três colunas,
obedecendo à seguinte tabela de assinaturas, para o Interior: ano -
10$000; semestre - 5$000; trimestre - 3$000. Número do dia - 0$300;
atrasado - 0$500. Anúncios, por linha - 0$140; nos editoriais - 0$200; ao
assinante - grátis até vinte linhas, e as excedentes a 0$100.


O artigo de apresentação fez o elogio da política do Conselheiro Rosa
e Silva e dos seus delegados no município: Antonio de Melo Verçosa
(prefeito) e Henrique Lins Cavalcanti de Albuquerque. Em seguida, punha
as colunas do jornal à disposição de todas as classes — operários,
lavradores, comerciantes e artistas, para manifestarem suas opiniões,
quer de interesse particular, quer em beneficio da coletividade. Findou
esclarecendo que os seus redatores eram moços “modestos, criteriosos e
simples”.


Impresso na tipografa de J. Agostinho Bezerra, na rua do
Imperador, 31/33, no Recife, logo no segundo número começou a ser
confeccionado em oficinas próprias, localizadas, com redação e escritório,


nota.Não consta da relação de “Anais”.
Também não a mencionou a obra citada. Quanto aos Livros de sortes, nesta páginas
referidos, deles não se ocupava, ordinariamente, Alfredo de Carvalho.


à rua Pedro Lins (atual Ruy Barbosa), 44, depois transferidas para o
prédio nº 2 da travessa do mesmo nome (atual Mateus Ricardo), ao
mesmo tempo que aumentou o formato para quatro colunas; passados
três meses, para cinco e, já no nº 45, para seis, terminando na estatura
de 53 x 37. Por sua vez, a velha tipagem inicial foi substituída,
proporcionando lisonjeira feição material.


A partir do nº 4 constou do cabeçalho: Propriedade de Antonio de
Melo Verçosa. No expediente: “redatores - diversos” (estes “diversos”
eram Joaquim de Oliveira Melo e Inácio Pereira de Brito); diretor-gerente
- Austriclinio Paes Barreto. Cabia a Henrique Lins, de modo implicito, a
direção politica.


Circulando normalmente, O Popular inseria matéria variada, do
editorial, sobre temas gerais, ao amplo noticiário, repleta de anúncios a
última página. Não faltou a parte humorística, com as “Cócegas” e os
versos ligeiros “Cromos”, mais adiante substituídos pelos “Retratos”,
ambos de Jacques Milkau (pseudônimo de Oliveira Melo, que também
escrevia a crônica “Retalhos”; nem faltaram uma “Seção Comercial”,
charadas, “A pedido” e Atos Oficiais da Prefeitura. Os nºs de 10 a 13


circularam acompanhados de Suplemento, em tablóide de quatro páginas.
Durante algum tempo, o periódico estampou, sob o título geral
“Bouquet”, um soneto em coluna dupla da primeira página, onde
apareciam, afora transcrições, originais de J.R.S. Duarte, A. Mendonça,
Carlos Coelho, Gil Pimpão, Walfrido Leonardo Pereira, Isaias Gomes de
Matos e Silva, Leovigildo Júnior, Lídio Gomes, Severino Barbosa, Gervásio
Fioravante, Olímpio Fernandes, Franklin Seve e José Américo de Almeida.
Entre os colaboradores em prosa contavam-se, com produções
esporádicas, Bartolomeu Anacleto, Adolfo Silva (“Cartas do Recife”); José
Teófilo, que escreveria sobre o tema Agricultura por toda a vida do
periódico; H. Lopes, J. Diniz (pseudônimo de José Duarte Gonçalves da
Rocha), com a série de artigos “Ensino Público”;Tay autor de interessantes
crônicas procedentes do Recife, que ocultava o nome do bacharelando
Juarez Gambetá, a par da seção do mesmo quilate “Rabiscando”, do
redator, também bacharelando, Oliveira Melo; Ventura Cravo, Porthos,
etc.


O nº 52, de 4 de janeiro de 1909 comemorou o primeiro aniversário
d’O Popular, cujo editorial alusivo reafirmou sua fidelidade à política
rosista. A edição acompanhou-se de pequeno avulso, em papel
assetinado, nele estampado o clichê do proprietário Melo Verçosa, como
homenagem da redação. A subseqüente dedicou grande espaço aos
festejos da data aniversária. Apareceu, então, explícito, o corpo redacional
completo: diretor e redator responsável - Austriclino Paes Barreto;
redatores - Alfredo Odion Silvério Coelho, Joaquim de Oliveira Melo e
Inácio Pereira de Brito; gerente das oficinas - José Correia de Andrade Melo.


Dias após, além das edições comuns, lançava-se, a 16 e 23 de
janeiro, o Boletim d’O Popular, em pequeno formato de três colunas, só
impresso de um lado, contendo o noticiário de uma greve do pessoal da
Great Western (hoje Rede Ferroviária do Nordeste).


Nesse ano, já aumentada a quantidade de reclames comerciais,
surgiam novas seções, em substituição, tais como: “Binoculando”, depois,
“Machadadas”; depois, “Minha Seção”, todas de Jacques Milkau; “Pitadas”,
por Junqueira Milton (o mesmo Oliveira Melo); “Coluna Alegre”; “Cromos”,
por Black “Máximas”; “Adágios”; “Cartas de Família”, por Bento Messias;
“Meus Bilhetes”, por Judite das Mercês (ainda Oliveira Melo);
“Humorismo”, etc.; e mais colaboradores, a salientar Edwiges de Sá
Pereira, Oscar Bandeira, Leovigildo Júnior, Aníbal Rego, Vital Melo, A.
Oliveira e F. Palma.


Iniciado, porém, o segundo semestre, ocorreu uma crise redacional.
Assim é que, já retirado Inácio de Brito, afastou-se Oliveira Melo “por
motivo de saúde” e, uma semana após, saía Odilon Coelho sem motivo,
ficando Austriclinio Paes Barreto na função de “diretor e redator único”.
Transcorrido um mês, precisamente a 28 de agosto, este último, numa
declaração abrindo a primeira página, retirava-se, por sua vez, alegando
“motivos de ordem política e social”, no que foi acompanhado peio
gerente. Na edição a seguir, reapareciam no antigo posto os redatores
Oliveira Melo e Inácio Brito, aos quais veio a juntar-se a 1º de janeiro de
1910, Antonio Guedes Alcoforado, antes colaborador, quando se agregou,
igualmente, Samuel Ramos, na qualidade de gerente, cargo, todavia, que
logo vagou e não foi preenchido.


Não teve mais solução de continuidade a vida d’O Popular, salvo na
substituição de crônicas e cronistas. Foram novos: Boêmio. S.S. da
Simplicidade Simples, autor da “Gazetinha”; Xis, com os “Pensamentos”;
Diógenes Dias, o das “Confidências”; Aga (Guedes Alcoforado), com as
notas “Cavando Ruinas”, seguidas das “Apostilas”; L. D., que assinava
“Coluna Religiosa”; Nicles, colocado “À porta do cinema”, e Célio Meira
(anagrama de Ceciliano de Oliveira Melo) que, sendo revisor, desde 1908,
estreou na letra de forma a 3 de dezembro, firmando crônicas fantasiosas,
padrão que manteve enquanto viveu, na primeira fase, o jornal de que era
redator o seu irmão.


A 7 de janeiro de 1911, solenizando a data do terceiro aniversário,
lia-se no editorial respectivo: “O Popular não precisa mais de dizer que foi,
é e será órgão defensor do Partido Republicano de Pernambuco...”.
Os anúncios já ultrapassavam duas páginas e a parte redacional
ressentia-se do brilhantismo dos primeiros dois anos. Durante 1911,
foram raras as matérias de maior interesse, merecendo destaque a seção
“Gramaticando”, de José Bálsamo (outro pseudônimo de Guedes
Alcoforado) e a colaboração de Joana Ramos. Era cobrador e repórter Severino Nascimento.




Sobreveio a propaganda da candidatura Rosa e Silva ao governo do
Estado, cujas eleições, marcadas para 5 de novembro, deram lugar a
agitações públicas e ao fim da existêntica d’O Popular, que tinha circulado
na véspera, dia 4, e não voltou mais à tona.
Circularam duzentos números, ao todo, sem que houvesse uma única
lacuna na distribuição semanal, nem faltando, no cabeçalho, o nome do
proprietário - Antonio de Melo Verçosa106.
Depois de longo período, reapareceu o semanário — ano XIX, nº 1 —
a 1º de maio de 1927, “dedicado somente aos legítimos interesses de
Vitória”.


Lia-se no artigo-programa:
Já há tempos existiu, nesta cidade, com o mesmo nome e de propriedade do ilustre
coronel Melo Verçosa, um jornal de que naturalmente não estarão esquecidos os
vitorienses. Aproveitamos-lhe o título, altamente significativo, e os mesmos
propósitos sociais e políticos. Com a feição de jornal o mais moderno possível,-
pretendemos nos colocar ao nível das possibilidades de Vitória.
Obedecendo ao mesmo formato anterior, teve como diretores
Severino Nunes Lins, Flávio Meireles e Irineu Maciel, sendo órgão oficial
do Município. Inseria manchetes na primeira página, bons editoriais e
colaboração dos irmãos Corina e Manuel de Holanda, Adolfo Lins, Marta de
Holanda e outros.


A 20 de agosto do mesmo ano, Ovídio Verçosa Filho assumiu a
propriedade do periódico, que, no dia 19 de novembro, passou a usar,
abaixo do título o slogan “Pátria sobre tudo”. A esse tempo, Flávio
Meireles ficou sozinho na direção, admitindo Teixeira de Albuquerque na
qualidade de redator, mas este não demorou, no cabeçalho, mais que um
mês. Como principais colaboradores figuraram, a seguir, José Miranda e
Aureliano Teixeira.


O Popular continuou a publicar-se sem interrupção, assim alcançando
1930, para tomar-se, em abril, órgão do Partido Republicano. No mês
seguinte entrava Célio Meira para a função de redator, enquanto o diretor
era substituido por Quintino Cavalcanti.


Extinguiu-se, contudo, a vida do jornal, uma vez divulgada a edição
de 4 de outubro do vigésimo ano107 . Era impresso em oficinas próprias,




nota A tipografia d’O Popular foi vendida, em julho do ano seguinte, ao capitão Emílio
Pessoa de Oliveira, que a transportou para o Recife, a fim de imprimir o O Leão do Norte.
Com o advento e vitória da Revolução de Outubro, deixou O Popular de circular, pois
representava uma idéia vencida no tempo e no espaço” - tópico da “Coluna do Instituto




cujo material veio a ser adquirido, em fevereiro de 1932, pela empresa O
Lidador.
Ainda teve O Popular uma terceira fase, iniciada a 23 de fevereiro de
1952108, apresentando-se como “Jornal de Interesses Municipais”. Instalou
redação à rua Barão do Rio Branco, 2, sendo impresso no Recife, nas
oficinas gráficas da Policia Militar. Sob a direção de Guedes Alcoforado
Filho, a chefia da redação estava confiada à H. Cavalcanti (capitão Pedro
Holanda) e a secretaria ao major João Rodrigues. Na gerência - José
Ferreira da Costa. Assinaturas: - Cr$ 60,00; semestre - Cr$ 35,00;
trimestre - Cr$ 20,00. Preço do exemplar - Cr$ 1,00.


Ao contrário da anterior orientação político-partidária, o semanário,
que modificara o formato para 50 x 30, voltava ao campo da luta
jornalística — dizia a nota de abertura — com um único fito: defender os
interesses do município”. Não era órgão oficial ou oficioso; tinha as suas
colunas “livres e independentes”. Servia ao Município, porque assim servia
ao povo.


Boa edição de seis páginas, inseriu matéria bastante variada,
sobretudo, noticiosa e informativa; o comentário “Das Galerias”, Onika:
“Coluna do Instituto Histórico”; “Pela Educação”, de Antenor Gomes;
“Problemas Municipais”, etc., terminando com o artigo de Pedro de
Holanda; “Última Coluna”.


Circularam, apenas, mais dois números, o último dos quais, o 3º,
datado de 29 de março, procrastinada a publicação por dificuldades
financeiras. No segundo, começaram as “Minutas”, crônica de J.A. (José
Aragão); e, desde o início, constaram da abertura das “Sociais” sonetos
de J. Roiz (travesti do major José Rodrigues) ou Milton Souto.
A reduzida quantidade de reclames comerciais talvez tenha
motivado o fracasso da terceira fase do bem feito jornal (Biblioteca Pública
do Estado)109.

O ENTRUDO - Folha carnavalesca, circulou a 1º de março de 1908,
tendo como redatores: “300 e tantos”. Formato 30 x 20, com quatro
páginas de três colunas, vendeu-se o exemplar a 100 réis.
Divulgou editorial alusivo; soneto e crônica de Jacques Milkau
(pseudônimo de Joaquim de Oliveira Melo), mais matéria variada,
incluindo pastiche de frases de destacados vitorienses. Ilustração sumária
e quase nada de anúncios (Biblioteca Pública e Arquivo Público do Estado).



O Entrudo, que era uma iniciativa dos tipógrafos e do impressor do
periódico O Popular, deu à luz o nº 2 (e último) no dia 20 de fevereiro de
1909, apresentando-se muito chistoso (Inf. d’O Lidador).

O SERROTE - Órgão Noticioso e Humorístico - Entrou em circulação
a 10 de maio de 1908, no formato 25 x 15, com quatro páginas de duas
colunas. Diretor - Zé Carpinteiro. Impresso e com redação na Tipografa
Popular, custava 100 réis cada exemplar.
Dizendo-se, no artigo-programa, orientado por “um grupo de moços
moralizados e inteligentes”, O Serrote, embora “luzidia lâmina de aço de
dentes ponteagudos, a fim de serrar tudo que lhe pareça conveniente”,
proporcionaria “as boas pilhérias, o espírito fino, o chiste ameno e
espontâneo, a gargalhada franca”.
Foi, realmente, o de que se ocupou o jornalzinho, em seções como
“Serrando”, “Apitando”, “Com que O Serrote imbirra...”, “Telegramas”,
notas breves e epigramas. Principais colaboradores: A.S.C e Serrinha, que
deu início à crônica “Cartapaço”.
Avistado, apenas, o nº 1, se é que houvesse prosseguido a
publicação (Biblioteca Pública do Estado).

O FOCO - “Surgiu em 29 de novembro de 1908. Faltam notícias
(Documentário, de J. Aragão).

A LUCTA - Quinzenário “noticioso, político e literário”, existiu em
1908 (não recordados mês e ano), redigido por Célio Meira e José
Alexandre, que se apresentavam com os pseudônimos Cícero Maia e
Juvenal da Macedônia, respectivamente. O segundo deles “era o
secretário. Possuia letra bonita, arredondada, simétrica e, pacientemente,
sem erro nem omissão, copiava os artigos110.
Que tempo teria vivido? Nenhum exemplar guardado. Nem também o
sabe, desajudado pela memória, o escrito sobrevivente.
No ano seguinte, já no Recife do Internato 19 de Abril, Célio Meira
fundava, com alguns colegas, outra A Lucta, igualmente manuscrita (Ver
Vol. VII desta obra).
Foi o início de uma atuação jornalística que já ultrapassa os 60 anos.

O DIABO - Órgão do Clube Tieres do Diabo - Circulou, pela primeira
vez, no Carnaval de 1909, dia 20 de fevereiro, impresso na tipografia d’O
Popular. Tal notícia foi veiculada por O Lidador, o qual, um ano decorrido,



Notas extraídas da crônica “Um gerente de banco”, de Célio Meira, no Diario de
Pernambuco de 15 de junho 1958.



informou, igualmente, haver saído a folha carnavalesca a 5 de fevereiro
de 1910.
Só a partir do ano IV, nº 4, de 13 de maio de 1913, são encontráveis
comprovantes d’O Diabo, que tinha como redator-chefe - Belzebuth;
redator-secretário - Caifaz colaboradores - Os Diabinhos. Impresso na
Tipografia e Papelaria Vitória111, publicaram-se mais três números no
mesmo ano, sendo o último deles a 15 de dezembro, apresentados no
formato 36 x 23, com quatro páginas e matéria variada. Distribuição
gratuita.


O nº 1, ano V, saiu no Carnaval de 1914, datado de 22/23/24 de
fevereiro, obediente a nova equipe, a seguinte: redator-chefe – Caronte;
secretário - Cupido; gerente – Hiperon, propriedade do Clube de
Diversões Títeres do Diabo. No sub-título: “Orgão Literário, Crítico,
Humorístico e Noticioso”. Inseriu sonetos de Samuel Campelo o Porfirio
Chaves; conto de Arioste; versos e T. Grande, Droga, etc.
Passa-se para o nº 9, ano V, de 14/15/16 de fevereiro de 1915,
quando voltou à tona o corpo redacional primitivo, sob a chefia de
Belzebutch. A 7 de setembro, também de 1915, via-se publicado o nº 11,
ano VI, em homenagem à data. Impresso nas oficinas do Bazar
Vitoriense, assim como os demais.


De 1916 existe o nº 10, ano VI de 5/6/7 de março. Outros mais:
nº13, ano VIII, de 2/3/4 de março de 1919, nº 11, ano IX, de 11 de
janeiro de 1920, nº 15, do mesmo ano, datado de 15/16/17 de fevereiro.
Nº 16, ano XI, de 6/7/8 de fevereiro de 1921.
Saiu feito revista, contendo doze páginas, afora a capa, a 26/27/28
de fevereiro de 1922 - nº 17, ano XII - inserindo colaboração variada,
inclusive de Musael do Campo e Mário Marino, que eram,
respectivamente, Samuel Campelo e Silvino Lopes.


Voltando ao regime de quatro páginas, há o nº 18, ano XIII, datado
de 22/23/24 de fevereiro de 1925, este último impresso no Recife, nas
oficinas do ABC Gráfico. Foi o fim.
Belzebuth manteve em boa forma a sua coorte de colaboradores nas
colunas d’O Diabo, a saber: Bluteau, Dr. Xisto, Jamelino. Charonte,
Pequeno Capeta, Frei Teocando, Barbino Justo, O Cão Com a Dor, Veleiro,
Cérbero, Aga, etc. (Biblioteca Pública do Estado e Instituto Histórico de Vitória.








A Tipografia e Papelaria Vitória, pertencente a João Batista da Silva Costa,
recuperava-se de um incêndio nas suas instalações, ocorrido a 2 de junho de 1910, que
foi, segundo a tradição, o maior sinistro, no gênero, a que a cidade já havia assistido.
112 Mesmo que reunidos, não formariam coleção completa os exemplares d’O Diabo


Luís do Nascimento
História da Imprensa de Pernambuco 


link


Emprego em todo país

CÂMARA E 20 ÓRGÃOS ABREM 5,8 MIL VAGAS

Pelo menos 221 órgãos abrem inscrições na segunda-feira (19) para 5.815 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de todos os níveis de escolaridade. Só na Secretaria de Estado da Saúde do Amapá são 1.593 vagas. Os salários chegam a R$ 11.914,88 na Câmara dos Deputados.

Os órgãos que abrem as inscrições são os seguintes: Câmara dos Deputados, Câmara Municipal de João Pessoa, Cemig Serviços, Guarda Municipal de Americana (SP), Ministério Público do Estado de Pernambuco, Prefeitura de Açailândia (MA), Prefeitura de Belo Horizonte, Prefeitura de Bonito (PA), Prefeitura de Campo Grande, Prefeitura de Carrancas (MG), Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos (SP), Prefeitura de Goiânia, Prefeitura de Imperatriz (MA), Prefeitura de Itatiba (SP), Prefeitura de Itaverava (MG), Prefeitura de Janaúba (MG), Prefeitura de Ponto Chique (MG), Porto Franco (MA), Secretaria de Estado da Saúde do Amapá, Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) de Campinas (SP) e Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados abriu concurso público para 34 vagas de nível superior. O salário é de R$ 11.914,88 (veja aqui o edital).

As vagas são para analista legislativo nas atribuições de arquiteto, engenheiro civil, engenheiro elétrico, engenheiro mecânico, engenheiro eletrônico/telecomunicações, engenheiro de segurança do trabalho e técnico em material e patrimônio - nesse último cargo, é exigido nível superior em qualquer área de atuação.

As inscrições devem ser feitas no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/camara2012 no período das 10h do dia 19 de março até as 23h59 do dia 8 de abril. A taxa é de R$ 90.

A seleção terá as seguintes fases: provas objetivas, prova discursiva, exceto para o cargo de analista legislativo - atribuição: arquiteto, prova prática somente para o cargo de analista legislativo - atribuição: arquiteto, e avaliação de títulos, exceto para o cargo de analista legislativo - atribuição: técnico em material e patrimônio. Todas as fases serão realizadas em Brasília.

A prova objetiva para todas as atribuições terá a duração de 3 horas e será aplicada na data provável de 3 de junho, no turno da manhã.

A prova objetiva para analista legislativo - atribuição: arquiteto terá duração de 3 horas e 30 minutos e será aplicada na data provável de 3 de junho, no turno da tarde.

A prova objetiva e a prova discursiva para os cargos de analista legislativo - atribuições: engenheiro (todas as áreas), engenheiro de segurança do trabalho e técnico em material e patrimônio terão a duração de 5 horas e serão aplicadas na data provável de 3 de junho, no turno da tarde.

A prova prática para analista legislativo - atribuição: arquiteto terá a duração de 5 horas e será aplicada na data provável de 22 de julho no turno da manhã e da tarde.

A entrega dos documentos referentes à avaliação de títulos para o cargo de analista legislativo - atribuições: engenheiro (todas as áreas) e engenheiro de segurança do trabalho será realizada nas datas prováveis de 19 e 20 de julho.

A entrega dos documentos referentes à avaliação de títulos para o cargo de analista legislativo - atribuição: arquiteto será realizada nas datas prováveis de 29 e 30 de agosto.

Os locais e o horário de realização das provas objetivas, das provas discursivas e da prova prática estarão disponíveis para consulta na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/camara2012, a partir da data provável de 24 de maio.


Câmara Municipal de João Pessoa
A Câmara Municipal de João Pessoa abriu concurso para 28 vagas em cargos de nível médio e superior. O salário varia de R$ 1.264,63 a R$ 2.529,87 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível médio são de assistente de estúdio, diretor de imagem, editor de imagem, operador de áudio, operador de câmera, técnico em contabilidade, técnico em informática e técnico legislativo. Para nível superior os cargos são de consultor contábil, consultor em comunicação social, consultor jurídico, médico e redator de atas.

As inscrições devem ser feitas de 19 de março a 11 de abril pelo site www.faperp.org.br. A taxa de inscrição é de R$ 60 para os cargos de nível médio e R$ 80 para os cargos de nível superior.

As provas objetivas e discursivas estão previstas para o dia 29 de abril.


Cemig Serviços
A Cemig Serviços, subsidiária da Companhia Energética de Minas Gerais, divulgou edital de concurso para 322 vagas de agente de faturamento motociclista. O salário chega a R$ 1.046 com as gratificações
(veja aqui o edital).

Os candidatos devem ter ensino médio completo, experiência mínima de 2 anos de CNH categoria A e experiência mínima de 6 meses em serviços realizados por meio de rotas terrestres.
Os interessados devem ter 21 anos até a data de admissão e apresentar o certificado de reservista ou dispensa.

A jornada de trabalho é de 44 horas semanais. As vagas são para as regiões do Centro, Triângulo, Mantiqueira, Leste, Oeste, Norte e Sul de Minas.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.gestaodeconcursos.com.br, das 9h de 19 de março até às 19h, do dia 17 de abril. A taxa é de R$ 32.

Quem não possui acesso à internet pode utilizar os equipamentos da Fundep/ Gerência de Concursos, localizada na Avenida Presidente Antônio Carlos, 6.627 – unidade administrativa II, de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 16h30.

As provas objetivas terão questões de português, matemática e raciocínio lógico.

As provas estão previstas para o dia 20 de maio e serão realizadas nas cidades de Belo Horizonte, Ipatinga, Juiz de Fora, Montes Claros, Divinópolis, Varginha, Uberlândia e Patos de Minas.


Guarda Municipal de Americana (SP)
A Guarda Municipal de Americana (SP) abriu concurso para 23 vagas, das quais 15 para guarda municipal (masculino), 5 para guardas municipais (feminino) e as demais para cozinheiro (1), ajudante de cozinheiro (1) e ajudante geral (1). Os cargos são de nível médio e fundamental completos. Os salários variam de R$ 1.030,05 a R$ 1.561,90 
(veja aqui o edital).

As inscrições devem ser feitas no site http://www.shdias.com.br/concursos/gama0012012/ a partir das 9h do dia 19 de março até as 23h59 do dia 8 de abril. O valor da inscrição é R$ 30 para nível fundamental e R$ 50 para nível médio.

A prova escrita para todos os cargos será aplicada no dia 29 de abril.

Ministério Público do Estado de Pernambuco
O Ministério Público do Estado de Pernambuco abriu concurso para 38 vagas em cargos de nível médio e superior 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior são de analista ministerial - áreas arquitetura, ciências contábeis, comunicação social - jornalismo, engenharia civil, informática, jurídica, psicologia e serviço social. O salário é de R$ 3.578,37.

Os cargos de nível médio são de técnico ministerial - áreas administrativa, contabilidade, eletrônica, informática e telecomunicações. O salário é de R$ 2.160,73.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.concursosfcc.com.br de 19 de março a 10 de abril. O valor da taxa de inscrição para cargos de Ensino Superior Completo será de R$ 90,00 e para cargos de Ensino Médio Completo será de R$ 70,00.

A aplicação das provas objetivas está prevista para o dia 13 de maio, no período da manhã para o cargo de técnico ministerial (todas as áreas) e, no período da tarde, para o cargo de analista ministerial (todas as áreas), nas cidades do Recife, Caruaru e Petrolina.

Os cargos têm lotação prevista para o Recife, mas há duas exceções. Os de analista ministerial para a área Jurídica e de técnico ministerial para a administrativa são regionalizados: o candidato, no ato da inscrição, deve optar por uma circunscrição administrativa do MP-PE onde pretende concorrer. E uma vez aprovado, ele deve passar no mínimo três anos de exercício na área de sua escolha, só sendo removido para outra circunscrição por conveniência da administração.

No caso do analista ministerial, as vagas são para a região metropolitana do Recife (2), Zona da Mata (1), Agreste (1) e Sertão (1). Para técnico ministerial, os cargos disponíveis são para as circunscrições de Petrolina, Salgueiro, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira, Arcoverde, Garanhuns, Caruaru, Palmares, Cabo de Santo Agostinho, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Nazaré da Mata, Limoeiro e Vitória de Santo Antão.


Prefeitura de Açailândia (MA)
A Prefeitura de Açailândia (MA) divulgou edital de concurso para 102 vagas em cargos de nível médio e superior. São 32 vagas efetivas, 64 para formação de cadastro de reserva e 6 reservadas para deficientes. Os salários vão de R$ 622 a R$ 3.000 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior são para enfermeiro, médico, endocrinologista, neurologista, otorrinolaringologista, pneumologista, assistente social, fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo, terapeuta ocupacional, educador físico, médico psiquiatra e biomédico.

A vaga de nível médio é para telefonista auxiliar de regulação.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.fsadu.org.br/concursos entre os dias 19 de março e 3 de abril. A taxa é de R$ 40 para nível médio e R$ 65 para nível superior.

As provas objetivas estão previstas para o dia 15 de abril.


Prefeitura de Belo Horizonte
A Prefeitura de Belo Horizonte divulgou edital de concurso público para 618 vagas de analista de políticas públicas. O salário é de R$ 3.232,45 
(veja aqui o edital).

Para se candidatar ao cargo os candidatos devem ter nível superior nas áreas de administração, ciências contábeis, ciências econômicas, educação física, psicologia e serviço social.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 de março e 17 de abril pelo site www.domcintra.org.br. A taxa é de R$ 90.

As provas terão questões de português, informática, direito administrativo, direito constitucional, legislação municipal e conhecimentos específicos.

As provas serão realizadas no dia 6 de maio.


Prefeitura de Bonito (PA)
A Prefeitura de Bonito (PA) abriu concurso para 197 vagas em cargos de nível fundamental completo e incompleto, médio completo e incompleto e superior. São 88 vagas efetivas e 109 para formação de cadastro de reserva. Os salários vão de R$ 622 a R$ 3.000 
(veja aqui o edital).

Os postos de nível fundamental completo e incompleto são para auxiliar de serviços gerais, motorista, servente, vigia, mecânico e pedreiro.

As vagas de nível médio completo e incompleto são para auxiliar de secretaria, agente administrativo, operador de microcomputador, técnico em enfermagem e professor pedagógico.

Os cargos de nível superior são para assistente social, enfermeiro, engenheiro civil, médico - clínico geral, nutricionista e professor pedagógico.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.institutoagata.com.br entre os dias 19 de março e 13 de abril. A taxa é de R$ 40 para nível fundamental, R$ 50 para nível médio e R$ 55 para nível superior.

A prova objetiva de múltipla escolha está prevista para o dia 27 de maio e terá três horas de duração.


Prefeitura de Campo Grande
A Prefeitura de Campo Grande divulgou edital de concurso público para 98 vagas em cargos de nível médio e superior na Fundação Municipal de Cultura. Os salários variam de R$ 623,99 a R$ 2.255,42
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior são para profissional de música nas especialidades de inspetor de orquestra, violino, viola sinfônica de arco, violoncelo, contra baixo de arco, flauta transversal (flautin), oboé (corn inglês), fagote, clarinete (clarone), saxofone, trompa, trompete, bombardão, trombone (vara) e multi-instrumentista.

As vagas de nível médio são para instrumentista musical iii nas especialidades de violino, viola de arco, violoncelo, contra baixo de arco, flauta transversal (flautin), oboé, fagote, trompa, trompete, trombone, clarinete (clarone), saxofone alto (mi bemol), saxofone tenor (si bemol), trompete (si bemol), trombone (vara), bombardino (si bemol), tuba (mi bemol), tuba (si bemol), trompa (fa/si bemol), percussão, baixo elétrico, guitarra elétrica, tecladista e assistente de orquestra.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 de março e 9 de abril pelo site www.fadems.org.br. A taxa é de R$ 60 para nível médio e R$ 100 para nível superior.

As provas escritas estão previstas para o dia 6 de maio. Os candidatos também vão passar por provas práticas em datas que ainda serão definidas pela organizadora.


Prefeitura de Carrancas (MG)
A Prefeitura de Carrancas (MG) divulgou edital de concurso para 99 vagas em cargos de nível fundamental, médio/ técnico e superior. Os salários variam de R$ 622 a R$ 7.100 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior são para assistente social, bioquímico, cirurgião dentista, enfermeiro, farmacêutico, instrutor de artesanato, médico, nutricionista, pedagogo, professor, psicólogo, supervisor e veterinário.

As vagas de nível médio/ técnico são para auxiliar administrativo, agente administrativo iii, agente epidemiológico, auxiliar de biblioteca, auxiliar de enfermagem, auxiliar de serviços odontológicos, fiscal geral, orientador social, técnico em contabilidade e técnico de enfermagem.

Os postos de nível alfabetizado e fundamental são para agente comunitário de saúde, auxiliar de serviço escolar, barqueiro, coveiro, jardineiro, lavador de veículo, mecânico, motorista i, oficial especializado i, operário, operador de máquinas i e ii, operador de usina de triagem e compostagem utc e vigia.

As inscrições devem ser feitas de 19 de março a 4 de abril pelo site www.magnusconcursos.com.br. Os candidatos também podem se inscrever pessoalmente na prefeitura, localizada na Rua Pedro Toledo Taques, 235, de segunda a sexta-feira, das 7h às 9h30 e das 12h às 15h30. A taxa varia de R$ 35 a R$ 120.

As provas objetivas e práticas serão realizadas no dia 22 de abril. A prova prática será aplicada para os cargos de motorista I, operador de máquina I, operador de máquina II e barqueiro.


Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos (SP)
A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, divulgou edital de concurso para 36 vagas de agente comunitário de saúde. O salário é de R$ 696,85 
(veja aqui o edital).

Para participar da seleção os candidatos devem ter nível fundamental completo e residir em uma das áreas de abrangência das equipes de saúde da família desde a data de publicação do edital.

Entre as atividades realizadas pelo agente comunitário de saúde estão: participar do processo de territorialização e mapeamento da área de atuação da equipe, identificando grupos, famílias e indivíduos expostos a riscos, inclusive aqueles relativos ao trabalho, e da atualização contínua dessas informações, priorizando as situações a serem acompanhadas no planejamento local, garantir a qualidade do registro das atividades nos sistemas nacionais de informação na Atenção Básica e desenvolver ações que busquem a integração entre a equipe de saúde e a população adscrita à UBS, considerando as características e as finalidades do trabalho de acompanhamento de indivíduos e grupos sociais ou coletividade.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 de março e 8 de abril pelo site www.meritumconcursos.com.br. A taxa é de R$ 30.

O concurso terá prova escrita/objetiva e curso introdutório de formação inicial e continuada.

A prova escrita/objetiva está prevista para o dia 6 de maio. O exame terá 15 questões de língua portuguesa, 10 de matemática, 20 de conhecimentos específicos do cargo e 5 de atualidades.


Prefeitura de Goiânia
A Prefeitura de Goiânia divulgou edital de processo seletivo para 143 vagas em cargos de nível médio. São Os salários variam de R$ 742,42 a R$ 989,89 
(veja aqui o edital).

São 151 vagas para assistente administrativo educacional III (secretaria escolar, ambiente informatizado e sala de leitura) e 63 para auxiliar de atividades administrativas III (escolas e CMEI's).

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 e 21 de março pelo site www.concursos.goiania.go.gov.br. Não há cobrança de taxa de inscrição.

O processo seletivo é composto por avaliação curricular, de caráter classificatório e eliminatório. Nessa etapa serão avaliadas a formação escolar, os cursos profissionalizantes e a experiência profissional.

No término da inscrição o candidato será informado sobre a pontuação obtida.

O resultado preliminar será divulgado, por ordem de classificação, no dia 30 de março, a partir das 10h, no site da prefeitura.


Prefeitura de Imperatriz (MA)
A Prefeitura de Imperatriz (MA) abriu concurso para 711 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários variam de R$ 622 a R$ 4.000 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior administrador, administrador hospitalar, advogado, advogado especialista em direito ambiental, arquiteto urbanista, assistente social, biólogo, contador, economista, educador físico, enfermeiro, engenheiro-agrônomo, engenheiro ambiental, engenheiro civil, engenheiro especialista em trânsito, engenheiro florestal, engenheiro sanitarista, fonoaudiólogo, geógrafo, médico generalista, médico-veterinário, nutricionista, odontólogo (cirurgião buco maxilo, clínico geral, dentística, endodontista, odontopediatra, pacientes especiais e protesista), pedagogo - zona urbana, psicólogo, químico, terapeuta ocupacional, turismólogo, médico especialista (anestesista, angiologista, cardiologista, cirurgião de cabeça e pescoço, cirurgião geral, cirurgião oncológico, cirurgião pediátrico, cirurgião torácico, dermatologista, endocrinologista, gastroenterologista, geriatra, hematologista, infectologista, intensivista adulto, intensivista pediátrico, mastologista, nefrologista, neurocirurgião, neurologista, neuropediatra, oftalmologista, ortopedista, otorrinolaringologista, pediatra, pneumologista, psiquiatra, radiologista, reumatologista e urologista), professor nível iii - ensino fundamental anos finais - ciências - zona rural e urbana, educação física - zona rural e urbana, espanhol - zona rural e urbana, geografia - zona rural e urbana, história - zona rural e urbana, inglês - zona rural e urbana, língua portuguesa - zona rural e urbana, matemática - zona rural e urbana, música e professor nível iii - de educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental - zona rural e urbana.

As vagas de nível médio são para agente de cadastro imobiliário, agente de endemias, agente de fiscalização ambiental, agente de fiscalização de transporte público, agente de inspeção em abate de animais de médio e grande porte, agente em defesa civil, agente municipal de trânsito, assistente administrativo - zona rural, assistente administrativo - zona urbana, auxiliar de contabilidade, auxiliar de magistério - zona rural, auxiliar de odontologia, fiscal em alvará e habite-se, fiscal imobiliário, instrutor de libras (pessoa surda), intérprete de libras (curso avançado), programador de computador, revisor de braille, técnico agrícola - zona rural, técnico em edificações, técnico de enfermagem - zona urbana, técnico em laboratório, técnico em radiologia, técnico em refrigeração e técnico em segurança do trabalho.

Os postos de nível fundamental são para balanceiro, cuidador social, magarefe , maqueiro, merendeiro - zona rural, merendeiro - zona urbana, motorista, operador de estação de captação, tratamento e distribuição de água (zona rural), vaqueiro, zelador - zona rural e zelador - zona urbana.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 de março e 8 de abril pelos sites www.fsadu.org.br/concursos ou www.sousandrade.org.br/concursos. A taxa é de R$ 40 para nível fundamental, R$ 60 para nível médio e R$ 90 para nível superior.

A prova será no dia 29 de abril para os cargos de fundamental e superior e no dia 6 de maio para os cargos de nível médio.

A prova prática para os cargos de instrutor de libras, intérprete de libras, merendeiro e revisor de braile Haverá prova de capacidade física para agente em defesa civil, agente municipal de trânsito e maqueiro. Os candidatos aos cargos de cuidador social, magarefe, vaqueiro e operador de estação de captação, tratamento e distribuição de água vão passar por entrevista técnica. Essas etapas vão acontecer nos dias 18, 19, 20 e 21 de maio.


Prefeitura de Itatiba (SP)
A Prefeitura de Itatiba (SP) abriu concurso público para 39 vagas em cargos de nível alfabetizado, fundamental, médio/técnico e superior. Os salários variam de R$ 1.294,45 a R$ 5.316,69 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior são para biólogo, contador, educador ambiental, endodontista, engenheiro ambiental, engenheiro-agrônomo, médico cardiologista, ginecologista, neurologista, oncologista, ortopedista, pneumologista, psiquiatra, reumatologista, sanitarista e urologista, procurador municipal, professor bilíngue e zootecnista.

As vagas de nível médio/técnico são para agente fiscal ambiental, agente fiscal agropecuário, intérprete educacional de linguagem de sinais, instrutor surdo, técnico em química e técnico agrícola.

Os postos de nível alfabetizado e fundamental são para braçal, calceteiro, coveiro, eletricista, encanador, motorista de veículos leves e pedreiro.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.zambini.org.br entre os dias 19 de março e 5 de abril. A taxa é de R$ 30 para nível alfabetizado e fundamental, R$ 38 para nível médio/técnico e R$ 52 para nível superior.

A data da prova ainda será divulgada pela organizadora. Haverá prova prática para os cargos de braçal, calceteiro, coveiro, eletricista, encanador, pedreiro, motorista de veículos leves, intérprete educacional de linguagem de sinais - libras/português, instrutor surdo e professor bilíngue, e avaliação de títulos para procurador municipal, biólogo, contador, educador ambiental, endodontista, engenheiro ambiental, engenheiro agrônomo e zootecnista.

Todas as convocações para a realização das provas serão divulgadas no site da organizadora do concurso.

O concurso tem dois anos de validade e pode ser prorrogado pelo mesmo período.


Prefeitura de Itaverava (MG)
A Prefeitura de Itaverava (MG) divulgou edital para 93 vagas em cargos de nível fundamental completo, incompleto, médio/ técnico e superior. Os salários variam de R$ 622 a R$ 9.000 
(veja aqui o edital).

Os postos de nível fundamental completo e incompleto são para agente comunitário de saúde, agente de combate às endemias, fiscal sanitário, auxiliar de serviços gerais, motorista, recepcionista, auxiliar de serviços gerais, servente escolar, ajudante geral, gari, pedreiro e vigia.

As vagas de nível médio/ técnico são para técnico em enfermagem, auxiliar de consultório dentário, técnico em farmácia, auxiliar em farmácia, digitador, professor i, assistente administrativo ii e iii, auxiliar de departamento pessoal e técnico em informática.

Os cargos de nível superior são para médico clínico geral, enfermeiro, cirurgião-dentista, médico ginecologista, médico pediatra, farmacêutico, turismólogo, assistente social e psicólogo.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 de março e 13 de abril pelo site www.escal.com.br. A taxa varia de R$ 24 a R$ 200.

As provas serão realizadas no dia 12 de maio, das 9h às 12h, na escola estadual Conselheiro Antão, localizada na Rua Francisco Coleta, 250.

Os candidatos terão que comprovar seus títulos no dia 13 de abril.


Prefeitura de Janaúba (MG)
A Prefeitura de Janaúba (MG) divulgou edital de concurso para 545 vagas em cargos de nível fundamental completo e incompleto, médio/ técnico e superior. São 229 vagas efetivas e 297 para formação de cadastro de reserva. Os salários vão de R$ 545 a R$ 1.974 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior são para advogado, analista de sistemas, assistente social, contador, coordenador de controle interno, engenheiro agrônomo, engenheiro ambiental, engenheiro civil, fonoaudiólogo, nutricionista, pedagogo, professor de educação I – educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º), professor de educação básica II (ciências, educação, física, ensino religioso, história, língua portuguesa e matemática) e técnico de controle interno.

As vagas de nível médio/ técnico são para assistente administrativo, auxiliar administrativo, auxiliar de classe, auxiliar de secretaria escolar, fiscal de obras e posturas, fiscal sanitário, monitor de ônibus escolar, ouvidor, desenhista técnico, técnico em higiene bucal, técnico em informática e topógrafo.

Os postos de nível fundamental completo e incompleto são para auxiliar de serviços gerais, coveiro, gari, motorista de veículo leve, motorista de veículo pesado, operador de máquina pesada, pedreiro, vigia, bombeiro, eletricista, monitor de saúde mental, pintor e serralheiro.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 de março e 17 de abril pelo site www.cotec.unimontes.com.br. Os candidatos que não possuem computador podem utilizar os equipamentos disponibilizados no posto de atendimento da prefeitura, localizado na Praça Doutor Rocket, 92 (Centro), de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, e na recepção da Unimontes/Cotec, localizada no campus universitário Professor Darcy Ribeiro, prédio 4 (Vila Mauriceia), de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. A taxa varia de R$ 40 a R$ 130.

A prova será aplicada em Janaúba no dia 20 de maio, das 9h às 12h. O local das provas será divulgado a partir do dia 14 de maio no site da organizadora.


Prefeitura de Ponto Chique (MG)
A Prefeitura de Ponto Chique (MG) reabriu o concurso público para 272 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários variam de R$ 545 a R$ 4.000 
(veja aqui o edital).

Os postos de nível superior são para enfermeiro, médico clínico geral, odontólogo, pedagogo, professor de séries iniciais do ensino fundamental, nutricionista, técnico de nível superior nas áreas de advocacia, contabilidade, biomedicina, farmácia, fisioterapia, assistência social e psicologia.

As vagas de nível médio são para assistente administrativo, assistente educacional, fiscal de rendas, técnico administrativo (nas áreas de administração e informática), técnico agrícola, topógrafo, técnico em enfermagem e professor de educação infantil.

Os cargos de nível fundamental são para auxiliar de serviços gerais, auxiliar de serviços públicos, gari, condutor de veículos, condutor de máquinas, oficial de serviços públicos (bombeiro, carpinteiro, eletricista predial, pedreiro e soldador), servente escolar, agente administrativo, assistente de serviços de saúde e auxiliar administrativo.

As inscrições podem ser feitas pelo site www.cotec.unimontes.br entre os dias 19 de março e 17 de abril. Quem não possui acesso à internet pode utilizar os equipamentos do posto de atendimento, localizado na Praça Santana 242 (Centro), de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h. A taxa vai de R$ 50 a R$ 180.

As provas de múltipla escolha serão aplicadas no dia 20 de maio, das 9h às 12h.


Prefeitura de Porto Franco (MA)
A Prefeitura de Porto Franco (MA) divulgou edital de concurso para 641 vagas em cargos de nível fundamental, médio e superior. São 226 cargos efetivos e 415 para formação de cadastro de reserva. Os salários variam de R$ 622 a R$ 2.180 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior são para administrador, administrador escolar, advogado, arquiteto, assistente social, auditor, bibliotecário, cientista social, cirurgião-dentista - saúde pública e saúde da família, contador, educador físico, enfermeiro - auditoria em serviços de saúde, enfermeiro - saúde pública e saúde da família, enfermeiro, engenheiro-agrônomo, farmacêutico bioquímico, farmacêutico bioquímico citologia clínica, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, gestor de recursos humanos, médico - ginecologia/ obstetrícia, médico - pediatria, médico - saúde pública e saúde da família, médico-veterinário, nutricionista, orientador escolar, professor educação especial (8), professor educação infantil, professor séries finais do ensino fundamental – 6º ao 9º ano - educação física, professor séries finais do ensino fundamental – 6º ao 9º ano - língua inglesa, professor séries iniciais do ensino fundamental – 1º ao 5º ano - escola tempo integral, professor séries iniciais do ensino fundamental – 1º ao 5º ano, psicólogo, supervisor escolar, tecnólogo (radiologia) e terapeuta ocupacional.

As vagas de nível médio são para agente administrativo, agente fiscal de arrecadação de tributos municipais, assistente administrativo, assistente administrativo educacional, assistente jurídico, assistente técnico em serviço social, auxiliar administrativo - junta militar, auxiliar de contabilidade, auxiliar de educação de 1º ao 5º ano, fiscal de obras, recepcionista, técnico em agropecuária, técnico em enfermagem, técnico em informática, técnico em meio ambiente, técnico em radiologia, técnico em segurança do trabalho e técnico em serviço público.

Os postos de nível fundamental são para auxiliar de administração, auxiliar de merenda escolar, auxiliar de serviços educacionais, auxiliar de serviços gerais, auxiliar de vigilância escolar, motorista, porteiro para hospital e posto de saúde e vigia.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.fsadu.org.br/concursos entre os dias 19 de março e 8 de abril. A taxa varia de R$ 35 para nível fundamental, R$ 40 para nível médio e R$ 70 para nível superior.

A prova objetiva está prevista para os dias 28 e 29 de abril.


Secretaria de Estado da Saúde do Amapá
A Secretaria de Estado da Saúde do Amapá (SESA) divulgou edital de concurso público para 1.593 vagas na área da saúde. Os cargos são em nível médio e superior. Os salários variam de R$ 1.747,46 a R$ 6.112,98 
(veja aqui o edital).

As vagas de nível médio são para condutor de veículos de urgência/ marítimo, condutor de veículos de urgência/ terrestre, rádio operador de central de regulação médica, técnico em higiene dental, técnico em laboratório, técnico em nutrição e dietética, técnico em patologia, técnico em prótese dentário, técnico em radiologia, técnico em segurança do trabalho, técnico enfermagem e telefonista auxiliar de regulamentação médica.

Os cargos de nível superior são para assistente social, biólogo, biomédico, enfermeiro, farmacêutico, farmacêutico-bioquímico, fiscal de vigilância sanitária, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico acupuntura, médico anestesiologista, médico cancerologia/cirúrgica, médico cancerologia/clínica, médico cardiologia, médico cirurgia geral, médico cirurgia pediatra, médico clínica médica, médico dermatologista, médico do trabalho, médico endocrinologista, médico gastroentorologista, médico geriatra, médico gineco/obstetra, médico hematologista, médico infectologista, médico intensivista, médico mastologista, médico médico sanitárista, médico nefrologia, médico neonatologista, médico neurocirurgião, médico neurologista, médico neuropediatra, médico oftalmologista, médico otorrinolaringologia, médico pediatra, médico pneumologista, médico psiquiatra, médico radiologista, médico reumatologista, médico traumato ortopedista, médico ultrassonografia, médico urologista, médico-cirurgião cardiovascular, médico-cirurgião plástico, médico-cirurgião torácico, médico-cirurgião vascular, médico-veterinário, nutricionista, odontólogo - buco maxílofacial, odontólogo - endodontia, odontólogo - estomatologia, odontólogo - odonto pediatria, odontólogo - ortodontia, odontólogo - ortopedia funcional maxilares, odontólogo - pacientes especiais, odontólogo - periodontia, odontólogo - radiologia, psicólogo clínico, tecnólogo em radiologia e terapeuta ocupacional.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 de março e 16 de abril pelo site www.universa.org.br. A taxa é de R$ 48 para nível médio e R$ 72 para nível superior.

A prova objetiva será aplicada no dia 26 de maio para médicos, no dia 27 de maio para os enfermeiros, no dia 9 de junho para os cargos de nível superior e no dia 10 de junho para os cargos de nível médio.

O concurso tem validade de dois anos e pode ser prorrogado pelo mesmo período.


Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) de Campinas (SP)
A Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) de Campinas, em São Paulo, divulgou edital de concurso para 53 vagas em cargos de nível médio/técnico e superior. Os salários variam de R$ 820,83 a R$ 3.811,50 
(veja aqui o edital).

Os cargos de nível superior são para advogado, dentista, engenheiro de segurança do trabalho, jornalista, médico do trabalho, analista administrativo - serviços jurídicos, analista administrativo - técnico administrativo, analista administrativo - publicidade - marketing, analista de tecnologia da informação - segurança de informações, analista de tecnologia da informação - suporte de redes, analista de tecnologia da informação - administrador de banco de dados, analista de tecnologia da informação - programador java, engenheiro ambiental/sanitário, engenheiro civil, engenheiro eletricista de manutenção e engenheiro mecânico.

Aas vagas de nível médio/técnico são para assistente administrativo - call center, técnico em telecomunicação, agente técnico de hidromecânica - torneiro mecânico, agente técnico de hidromecânica - mecânico, agente técnico de hidromecânica - ajustador mecânico, agente técnico de hidromecânica - soldador e agente técnico elétrico/eletrotécnico – eletricista.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.shdias.com.br entre os dias 19 de março e 8 de abril. A taxa é de R$ 35 para nível médio/técnico e R$ 50 para nível superior.

A prova escrita para todos os cargos será aplicada no dia 6 de maio.


Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba
O Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba divulgou dois editais de concurso para 130 vagas em cargos de nível médio e superior. Os salários variam de R$ 2.795,58 a R$ 3.467,57 
(veja aqui o edital).

No edital 1 são 80 vagas para o cargo de analista judiciário (nível superior). As especialidades exigidas são assistência social, contabilidade, medicina psiquiátrica, pedagogia e psicologia.

Já no edital 2 são 50 para os cargos de técnico judiciário – tecnologia da informação (nível médio) e analista judiciário – infraestrutura de tecnologia da informação, banco de dados e desenvolvimento de sistemas (nível superior).

As inscrições devem ser feitas entre os dias 19 de março e 10 de abril pelo site www.faperp.org.br/tjpb. A taxa é de R$ 45 para nível médio e R$ 60 para nível superior.

Os candidatos poderão tirar dúvidas pelo plantão de atendimento no telefone (17) 3211-1080 ou pelo endereço www.faperp.org.br/chat, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

As provas terão questões de língua portuguesa, raciocínio lógico-quantitativo, noções de informática e conhecimentos específicos.

As provas estão previstas para o dia 6 de maio.


link